História

A Geotecnia tornou-se uma área de referência no contexto da UFOP a partir das premissas da própria vocação institucional, e começou a ser efetivamente implementada, a partir de meados da década de 80, com a qualificação formal dos primeiros docentes e a conscientização do potencial natural da instituição nesta área do conhecimento científico.

A inserção da Escola de Minas numa região de intensa atividade na área de mineração (fonte de riqueza e desenvolvimento do país, que muito necessita da geotecnia para torná-la mais segura e competitiva no mercado internacional) foi um fator decisivo para a definição da geotecnia como área prioritária na Escola de Minas.

Em março de l988, foi implantado o Curso de Especialização em Engenharia de Barragens (CEEB), com áreas de concentração em Geotecnia de Barragens e Hidráulica de Barragens. Versões consecutivas do CEEB foram, então, implementadas anual e regularmente ao longo de uma década de atividades ininterruptas (1988/1998). Mais de 150 profissionais foram qualificados na área de Geotecnia de Barragens do curso. Esta experiência de pós-graduação, congregando profissionais de formação extremamente variada, fomentou a aglutinação de esforços e uma perspectiva de nucleação dos profissionais envolvidos no projeto. Ressalta-se, ainda, que as atividades do CEEB propiciaram para a Escola de Minas o intercâmbio com várias instituições de ensino e pesquisa e empresas das áreas de energia elétrica e da mineração.

Em 1993, foi criada formalmente a Área de Geotecnia da UFOP e, em 1996, com a transferência da Escola de Minas, para as novas instalações no Campus Universitário do Morro do Cruzeiro, estabeleceram-se espaços e infra-estrutura satisfatórios para a implantação do Laboratório de Geotecnia da UFOP, com iniciativa e administração conjuntas dos Departamentos de Engenharia Civil, Engenharia Geológica e Engenharia de Minas da UFOP.

O estabelecimento, em 1998, de convênios de interação com empresas do ramo energético e de mineração, aliado à enorme experiência acumulada na formação especializada de recursos humanos ao longo dos dez anos do CEEB propiciaram as condições adequadas para a estruturação e implantação de uma área de concentração em Geotecnia no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da UFOP (PROPEC). O projeto de implantação do Mestrado em Geotecnia, como área de concentração do PROPEC, foi credenciada pela CAPES no início do ano de 1998, tendo sido aprovado nas instâncias superiores da UFOP em 02/03/1998 através da Resolução CEPE 1255.

Em 2000, o Curso de Especialização foi reestruturado num modelo de Mestrado Profissional. Os objetivos do Mestrado Profissional em Engenharia Geotécnica podem ser sintetizados na formação de pessoal técnico especializado nas áreas de projeto e construção de barragens e nos processos geotécnicos de lavra, escavação e deposição de resíduos de mineração, além do desenvolvimento e sistematização de pesquisas aplicadas no âmbito da Engenharia Geotécnica. Desde então, o curso tem sido oferecido anualmente, apresentando uma elevada demanda e permitindo uma intensa interação com o programa de Mestrado Acadêmico.

Até 2005, os recursos humanos e as pesquisas da Área de Geotecnia, estiveram dissociados por três diferentes  programas de pós-graduação de três diferentes departamentos: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil do Departamento de Engenharia Civil, com a Geotecnia constituindo uma de suas áreas de concentração; Programa de Pós-Graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais do Departamento de Engenharia Geológica, com a Geotecnia respondendo por projetos de pesquisa isolados e Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mineral do Departamento de Engenharia de Minas, com a Geotecnia sendo desenvolvida também por meio de projetos de pesquisa isolados e associados à Área de Lavra.

Esta diluição de esforços e a diversidade do contexto das pesquisas da área com as interfaces dos programas existentes fomentou a discussão sobre a criação e a implantação de um Núcleo de Geotecnia da Escola de Minas – NUGEO. Em maio de 2006 foi então criado o Núcleo de Geotecnia (NUGEO), órgão autônomo da estrutura formal de departamentos e que passou, a partir desta data, a congregar e a coordenar institucionalmente as atividades e as pesquisas de pós-graduação em Engenharia Geotécnica na UFOP.

Assim, o NUGEO, primeiro núcleo acadêmico na história dos 130 anos da Escola de Minas, constitui atualmente o centro de referência do ensino e da pesquisa em pós-graduação na Área da Geotecnia da UFOP, congregando um corpo docente amplo e de formação diversificada nas áreas de Mecânica dos Solos, Mecânica das Rochas e Geologia de Engenharia. O corpo docente do programa, constituído por 12 professores-doutores, oriundos dos Departamento de Engenharia Civil, Engenharia Geológica e Engenharia de Minas da UFOP, agrega em si 20 anos de experiência com atividades de pós-graduação (início do CEEB em 1988), 10 anos de Mestrado Acadêmico (implantado na UFOP em 1988) e 07 anos de Mestrado Profissional (implantado na UFOP em 2001).

Em 2007, o NUGEO iniciou, em conjunto, a oferta de programas de pós-graduação em três níveis distintos: Mestrado Acadêmico, Doutorado e Mestrado Profissional, este último com três diferentes áreas de concentração: Geotecnia de Barragens, Geotecnia Aplicada à Mineração e Geotecnia de Pavimentos. Em 2009, o programa incluiu uma quarta área de concentração no seu Mestrado Profissional: Gestão de Riscos em Geotecnia e Desastres Naturais e em 2010 foi implantada a área  de concentração Investigações em Maciços Rochosos. Atualmente, cerca de 150 alunos estão regularmente matriculados nos cursos de pós-graduação em Geotecnia da UFOP, o que o caracteriza como o maior programa da área no estado de Minas Gerais e um dos maiores do país.

A implantação do Centro Tecnológico de Geotecnia Aplicada (CTGA) ocorreu em 2014. O centro faz parte do conjunto de laboratórios da Escola de Minas e conta com 13 laboratórios, além de espaço para docentes, discentes, salas de aula e multimídia, compreendendo uma área total de aproximadamente 2.100m2

O CTGA – Centro Tecnológico de Geotecnia Aplicada do NUGEO foi planejado para ser um centro de excelência científica contribuindo com desenvolvimento tecnológico do estado de Minas Gerais nas áreas de Geotecnia, e ser referência no país de infraestrutura integrada para estudos de engenharia aplicada. Neste sentido, o centro busca estabelecer experiências e fomentar pesquisas mediante parcerias com outras instituições de ensino, empresas diversas, centros de pesquisa e órgãos de fomento nacionais e internacionais.

 



Nucleo de Geotecnia da Escola de Minas | Campus Universitário Morro do Cruzeiro, S/N | Ouro Preto/MG - 35.400-000
Mestrado Acadêmico / Doutorado - 031 3559-1164
Mestrado Profissional - 031 3559-1508